A pandemia impactou severamente diversos segmentos da economia brasileira. Entre eles, um dos que foram mais fortemente atingidos por esta crise foi o de alimentação fora do lar. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae Nacional em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), no período de 27 de julho a […]

Negócios de alimentação fora do lar buscam se reinventar

Por: Conteúdo de marca | Em:
Tags:, ,

A pandemia impactou severamente diversos segmentos da economia brasileira. Entre eles, um dos que foram mais fortemente atingidos por esta crise foi o de alimentação fora do lar. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae Nacional em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), no período de 27 de julho a 06 de agosto, 85% dos negócios deste segmento estão faturando menos do que antes da pandemia.

Para tentar amenizar as perdas e se adaptar a uma nova realidade dos consumidores, cresceu a proporção de negócios de alimentação fora do lar que passou a adotar o sistema de delivery. Antes da pandemia, 54% dos empresários usavam esse recurso. Agora, esse percentual subiu para 66%. Houve ainda um crescimento significativo de quem vende por plataformas online. Desde o início da crise, 25% dos negócios de alimentação fora do lar passaram a vender a partir dessa modalidade. Hoje, 75% das empresas de alimentação vendem online.

E é buscando estimular esta maior presença digital dos estabelecimentos e, ao mesmo tempo, contribuir para fomentar as vendas nos restaurantes de Fortaleza, que o Sebrae/CE está realizando até o dia 08 de setembro o Festival Sabores do Ceará, reunindo 50 empresas participantes, entre restaurantes, lanchonetes, docerias e chefs de cozinha, apresentando propostas de pratos, divididos nas categorias: prato principal, petisco, lanche e sobremesa.

No total, estão sendo disponibilizados para o público consumidor uma variedade de 100 pratos, associados ao tema “Cores e Sabores de Fortaleza” e contendo ao menos um ingrediente local, numa busca de valorizar os produtos regionais e reconhecer o talento de nossos chefs.

Outro diferencial do evento é o fato de ser inteiramente virtual, com foco no atendimento delivery. Por meio das plataformas digitais do festival (Instagram, YouTube e hotsite), o público pode conferir todos os pratos participantes. “O evento representa um canal de vendas e de divulgação, uma vez que o festival tem como objetivo aumentar a venda das empresas participantes e mostrá-las ao mercado”, destaca Evelynne Tabosa, analista do Sebrae/CE e coordenadora do evento.

“Nosso desafio é contribuir para ampliação de até 40% nos pedidos delivery das empresas durante o período do evento e deixar como legado esse evento no formato digital para outras regiões do Estado”, acrescenta. Mas o fato de ter como foco o digital, de acordo com a gestora, não inviabiliza também a ida dos clientes até o estabelecimento. “Queremos que o festival ajude a dar esta visibilidade aos estabelecimentos. E se essa presença das empresas no site e nos perfis do festival nas redes sociais ajudar a despertar o desejo dos clientes de irem até as empresas, já é uma importante contribuição que o evento dará para a geração de renda e manutenção dos empregos no segmento”.

Interação

Um forte componente do festival é a interação com os consumidores e com os empreendedores. Pois, além do incentivo às vendas, o evento contará com uma programação de capacitações, que inclui consultorias gratuitas da própria entidade, aulas sobre protocolos de ações sanitárias para a retomada, roteirização para atendimento de pedidos de entrega, ambos ministrados pelo Senac, mediante inscrição prévia.

Também será realizada a agenda Gastronomia e Negócios, com lives focadas em inovação, formatação de cardápios para delivery, gastronomia regional e marketing digital. As aulas serão no período do evento, de 17h às 18h, pelo Instagram do Festival.

Já os consumidores poderão, além de desfrutar da boa gastronomia cearense, aproveitar toda uma programação artística, com a realização de lives com artistas locais.

“Entendemos que tão importante quanto apoiar os pequenos negócios é também valorizar a cultura e os artistas locais e para isso, em parceria com o Sesc, buscamos inserir estes artistas na programação do Festival”, conclui Evelynne Tabosa.

Além disso, o site do evento traz uma série de dicas de cozinha elaboradas por importantes chefs da cidade, fruto de uma parceria do Sebrae com a Associação dos Chefs de Cozinha do Ceará (ACC).

Serviço

Festival Gastronômico Sabores do Ceará – Delivery
Data: Até o dia 8 de setembro de 2020
Local: Fortaleza-CE
Realização: Sebrae/ CE
Parceiros: Abrasel/CE, ACC-CE, Fecomércio (Sesc e Senac), Prefeitura de Fortaleza, Sindirest e aplicativo Rappi

A tradução dos conteúdos é realizada automaticamente pelo Gtranslate.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Top 5: Mais lidas

Cadastre-se em nossa newsletter