Programa Ceará conectado integrará os 184 munícipios do Ceará com internet de alta velocidade.
(Foto: Governo do Ceará)

Programa Ceará Conectado consolida estado como hub tecnológico

Por: Conteúdo de Marca | Em:
Tags:
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é brasao_gov_ceara_site-1.png

Conectar todos os 184 municípios do Ceará com fibra óptica, oferecendo internet gratuita e acessível para toda a população, é um dos objetivos do programa Ceará Conectado. A iniciativa do Governo do Ceará atinge todas as áreas da economia cearense e torna mais eficaz a prestação de serviços públicos realizada pelos municípios.


Quer receber os conteúdos da TrendsCE no seu smartphone?
Acesse o nosso Whatsapp e dê um oi para a gente.


Com investimento de mais R$ 67 milhões, o programa oferta serviço gratuito de internet via wi-fi em praças públicas e está sendo executado pela Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), através da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice).

As redes também, além de conectar equipamentos e serviços públicos, facilitando o acesso a eles, promovem também inclusão social e digital da população de baixa renda ao oferecer acesso à informação, ao conhecimento e às oportunidades presentes nas plataformas digitais.

Segundo dados da Seplag, nenhum outro estado brasileiro consegue ter a dimensão de uma rede de fibra óptica, portanto de banda larga, com características especiais de velocidade, como a que está implantada no Estado do Ceará. Trata-se do Cinturão Digital do Ceará. A rede chega na maior parte dos municípios cearenses promovendo desenvolvimento e gerando oportunidades de negócios. Com isso, o Governo do Ceará realiza um marco fundamental para o processo de desenvolvimento econômico e social das pessoas.

Com o programa Ceará Conectado, o movimento de transformação digital no setor público cearense, liderado pelo governo estadual, será potencializado.

Para isso, o Governo do Ceará começou a expandir em 60% a infraestrutura do Cinturão Digital, que passará dos atuais 4.387 km de fibra óptica para 7.046 km. A cobertura total dos 184 municípios deve ser concluída até 2022. Desde 2007, quando foi lançado, o Cinturão assegura internet de alta qualidade a todos os órgãos públicos do poder executivo estadual.

A estrutura também viabiliza a implantação e expansão de projetos tecnológicos em diversas áreas, como educação, saúde, segurança pública — com destaque para o videomonitoramento —, fazendária, entre outras. A intenção é que, até o primeiro semestre de 2022, 111 municípios já tenham recebido a internet banda larga. Hoje ela já está disponível em 73 cidades.

De acordo com a Etice, a estratégia será contemplada pela infraestrutura dos 16 cabos submarinos de fibra óptica e data centers localizados no estado. Fortaleza é uma das três cidades com mais cabos submarinos de fibra óptica do mundo.

A expectativa é que mais dois cabos sejam ancorados na capital, totalizando 18. Os cabos ligam Fortaleza a Colômbia, Venezuela, Ilhas das Bermudas, Estados Unidos, Camarões, Portugal, Espanha, Senegal, Cabo Verde, Argentina, Guiana Francesa, entre outros locais.

Os mais recentes cabos submarinos a entrar em operação comercial a partir de Fortaleza foram os da empresa portuguesa EllaLink em junho deste ano. As duas novas linhas conectam o Brasil, através de Fortaleza, a Sines, em Portugal, operando com capacidade de 100 terabits por segundo. A estrutura é a primeira a ligar diretamente o Brasil ao continente europeu, sem depender de conexão via Estados Unidos.

Segundo a Etice, a localização estratégica da capital, aliada ao potencial de conexão presente no Ceará, oferece oportunidades e atrai novos negócios para o estado.

A expectativa é que muitas empresas e data centers se instalem no Ceará para ter conectividade direta com os cabos da EllaLink. Instituições financeiras, de pesquisa e de saúde também serão beneficiadas.

Mais competitividade

O wi-fi gratuito é possível graças a expansão dos cabos de fibra óptica. Ela traz maior velocidade e qualidade para a transmissão dos dados. Com isso, vai ser possível conectar escolas e postos de saúde, além de trazer mais eficiência aos estudos e pesquisas.

Aliado ao hubs aéreo, portuário e do Hidrogênio Verde já implantados no estado, o Ceará Conectado contribui para transformar o Ceará em um hub tecnológico. Ao estimular o potencial inovador dos empreendedores cearenses, a oferta de banda larga tem sido responsável pela atração de empresas e criação de novos negócios que geram emprego e renda em todo o estado.

Para a Seplag, a competitividade no setor de provedores de internet é outro benefício que pode ser obtido a partir da infraestrutura. Haverá condições de os provedores do Ceará aproveitarem a conexão mais veloz. E o bom disso é dar uma maior competitividade na prestação desse serviço. Com mais cabos concorrendo, será possível oferecer um serviço de mais qualidade e a um preço mais acessível.

A tradução dos conteúdos é realizada automaticamente pelo Gtranslate.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Top 5: Mais lidas

Cadastre-se em nossa newsletter