Fabricantes de veículos também têm apostado na modalidade de carro por assinatura para oferecer mais possibilidades a quem deseja sair dirigindo um carro Zero Km. No Ceará, embora nem todas as marcas estejam oferecendo o serviço, a procura existe e já é possível encontrar revendas com a opção. (Foto: Freepik)

Carro por assinatura ganha espaço nas revendas de veículos no Ceará

Por: Anchieta Dantas Jr. | Em:
Tags:

O tamanho do mercado de carro por assinatura ainda é uma incógnita no Brasil. No entanto, a expectativa de crescimento é forte. Não é à toa que, além das locadoras, os fabricantes de veículos também têm apostado na modalidade com vistas a oferecer mais possibilidades para quem deseja sair dirigindo um carro Zero Km. No Ceará, o cenário não é diferente. Embora nem todas as marcas estejam oferecendo o serviço, a procura existe e já é possível encontrar revendas com a opção para quem se interessar.


Quer receber os conteúdos da TrendsCE no seu smartphone?
Acesse o nosso Whatsapp e dê um oi para a gente.


Segundo o presidente em exercício da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores no Ceará (Fenabrave-CE), Lewton Monteiro Júnior, pelo menos sete montadoras lançaram nacionalmente programas de carro por assinatura. Mas ele comenta que isso ainda não significa que o serviço esteja disponível em todas as suas revendas no Estado.

“Porém, é uma tendência de mercado e vejo como mais uma opção para o cliente. O serviço de carro por assinatura tem a vantagem e a facilidade de ter todos os custos embutidos na mensalidade. Como desvantagem não há a posse do bem. Contudo, a contratação tem a ver com a conveniência de cada consumidor e é importante ter para oferecer”.

Lewton Monteiro Júnior, presidente em exercício da Fenabrave-CE

Ele afirma que as marcas precisam investir mais em divulgação para aquecer a demanda espontânea pelo serviço. “No Ceará, ainda existe a barreira cultural de apego à posse do carro”, diz. E esse comportamento vai de encontro à proposta da modalidade de carro por assinatura que foca no acesso ao bem.

Mudança de comportamento do consumidor

“É um caminho sem volta. A gente acredita na mudança de comportamento do consumidor e que o carro por assinatura veio para ficar”.

André Fiúza, responsável pelo Departamento de Mobilidade do grupo Newland

O grupo revende as marcas Toyota, Lexus e Jeep no Ceará. E apesar de o serviço de carro por assinatura ter ganhado corpo no segundo semestre de 2020, de olho no futuro, a Newland, desde o fim de 2019 já ensaiava os primeiros passos do que estaria por vir. Criou o departamento de mobilidade, apostando no “Kinto Share”, programa da montadora Toyota por meio do qual o cliente aluga veículos Toyota ou Lexus por hora ou dia.

Em seguida, em novembro do ano passado, foi lançado o “Kinto One”, serviço de terceirização e gestão de frotas corporativas, que funciona no mesmo modelo do carro por assinatura. Segundo Fiúza, embora o foco fosse a pessoa jurídica, logo, muitos consumidores pessoa física passaram a procurar também. O serviço contempla a assinatura de um veículo por um período de um a três anos, com valor mensal a partir de R$ 1.300 para o Toyota Yaris ou R$ 2.200 para o Corolla, por exemplo, incluindo custos como o uso do veículo, emplacamento, IPVA, seguro e manutenções.

“O sucesso é tanto, que já representamos 8% de participação no mercado nacional do Kinto One e sempre atingimos nossa meta no Kinto Share”, comemora o executivo ao anunciar para julho a expansão do programa de mobilidade da Toyota com o lançamento do “Kinto Flex”, com carro por assinatura totalmente voltado para o cliente pessoa física.

Além da marcas Toyota e Lexus, desde abril, a Newland já comercializa o serviço também para a Jeep, onde o Renegade, um dos carros de maior sucesso da marca, tem sua assinatura mensal a partir de R$ 2.700 por um período que pode variar de um a três anos.

Interior do estado também aposta no formato

Mas não é apenas em Fortaleza que o modelo de carro por assinatura começa a despertar o interesse do consumidor que procura as revendas de veículos. Em Sobral, por exemplo, a Nord Renault vem desenvolvendo há pelo menos seis meses junto ao mercado local o “Renault On Demand”, a modalidade de carro por assinatura da marca francesa.

De acordo com o gerente comercial da empresa, Wanderson Melo, o contrato pode ser de 12, 18 ou 24 meses e o modelo Renault Kwid, um dos mais buscados, tem a assinatura mensal custando a partir de R$ 1.199. Ele fala que, desde o início do programa até o momento, a Nord já contabiliza 12 veículos comercializados por meio da modalidade de assinatura e acredita no rápido desenvolvimento desse mercado na região.

“O mercado local ainda é tímido para o serviço. Culturalmente o cearense ainda gosta de ter a posse do veículo, mas temos que acreditar e por isso resolvemos ser um dos pioneiros no Interior do Ceará. É um produto que tende a crescer, tanto que a Renault, na Europa, já é líder no serviço de carro por assinatura. Então também temos que ter essa opção para quem nos procura”.

Wanderson Melo, gerente comercial da Nord Renault, em Sobral

Multimarcas cearense sai na frente

Enquanto durante a primeira onda da pandemia do coronavírus, na primeira metade de 2020, muitos empreendedores puseram um freio nos investimentos, outros acreditaram que poderiam inovar e se diferenciar. É o caso da Motiv Car, que tem entre os sócios o cearense Renato Barroso. A revenda multimarcas, com sede em Fortaleza, já abriu as portas de olho no mercado de carro por assinatura, criando seu próprio sistema de gestão do serviço.

“Esse é um mercado que ainda vai crescer muito, daí a nossa aposta em um projeto piloto de carro por assinatura. Ainda estamos trabalhando no desenvolvimento da ferramenta tecnológica e na sua implantação, mas, na prática, já oferecemos o serviço para nossa rede relacionamentos. No momento, temos dois carros zero Km comercializados por meio dessa modalidade”, revela Barroso.

Ele explica que o cliente que os procura escolhe a marca e o modelo, a empresa adquire o veículo e este é comercializado por meio de uma assinatura mensal em contratos que variam de 24 a 36 meses.

“Estamos apostando na nova geração de consumidores que têm uma visão diferente do tradicional. É uma consumidor mais digital e que foca mais no acesso ao bem do que na sua posse”.

Renato Barroso, sócio da Motiv Car

A tradução dos conteúdos é realizada automaticamente pelo Gtranslate.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Top 5: Mais lidas

Cadastre-se em nossa newsletter