Engana-se quem pensa que a Inteligência Artificial ainda é algo para o futuro. Mais do que nunca, essa tecnologia já está presente na vida de todo o mundo e tem um grande potencial. É o que garante Mauro Oliveira, CEO do Iracema Digital e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará […]

Formação de novos talentos é oportunidade para ecossistema de inovação crescer no Ceará

Por: Maria Babini | Em:
Tags:

Engana-se quem pensa que a Inteligência Artificial ainda é algo para o futuro. Mais do que nunca, essa tecnologia já está presente na vida de todo o mundo e tem um grande potencial. É o que garante Mauro Oliveira, CEO do Iracema Digital e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). “Todos os países ricos mantêm a qualidade de vida usando tecnologia. A tecnologia da informação se destaca entre essas tecnologias e a Inteligência Artificial se destaca dentro da tecnologia da inovação”, ele explica. Mas, apesar das possibilidades de crescimento à vista, Mauro alerta que o Estado pode ficar para trás se não avançar em investimentos no setor.

“O grande perigo é que o Ceará, ao não formar jovens profissionais na velocidade que o mercado exige, pode estar perdendo oportunidades pela demora”

Mauro Oliveira, CEO do Iracema Digital

Quer receber os conteúdos da TrendsCE no seu smartphone?
Acesse o nosso Whatsapp e dê um oi para a gente.


Idealizado por Mauro Oliveira, foi com o objetivo de colaborar na articulação do movimento do ecossistema de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Ceará que nasceu o projeto Iracema Digital, atualmente presidido pelo empresário Ricardo Liebmann. “No Ceará, temos tido grandes perdas, inclusive financeiras, por causa da falta de impulsionamento desse ecossistema. Quando uma empresa de fora quer investir no Brasil, ou mesmo uma empresa interna quer uma solução, procura quem é conhecido. Ela não vai procurar quem está escondido. E hoje é o que acontece: o Ceará está escondido. Por exemplo, nós temos o maior sistema de segurança do Brasil e só nós sabemos disso. A ideia, então, é criar uma vitrine para mostrar o potencial do Estado”, ressalta.

O Iracema Digital é uma iniciativa privada, sem fins lucrativos, e conta com a ação colaborativa entre empresas, governos, academia e sociedade, para produzir conhecimentos em inovação e tecnologia.

Inovação e tecnologia

De acordo com Julio Cavalcante, secretário executivo de Comércio, Serviços e Inovação da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), a Inteligência Artificial já está gerando várias aplicações em diferentes áreas, como saúde, logística e até agronegócio. “O Estado, inclusive, também tem uma história com a própria Universidade Federal do Ceará (UFC) nessa área”, completa. Trata-se do novo Centro de Referência em Inteligência Artificial, que conta com a coordenação dos professores Maurício Benevides, Jorge Soares, Rodrigo Porto e José Macedo. O local tem o intuito de potencializar o desenvolvimento de projetos de tecnologia de ponta no Ceará, reunindo talentos em ciência de dados, machine learning e big data.

O primeiro projeto em andamento dentro da estrutura do Centro é o Sinesp Big Data e Inteligência Artificial, realizado entre o Insight Lab, do Departamento de Computação da UFC, e o Ministério da Justiça. O programa consiste na implantação de uma plataforma de Big Data e Inteligência Artificial para o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública. A partir dos recursos desse projeto, importantes equipamentos já foram adquiridos para ajudar nos trabalhos dos talentos atuantes no setor, como um servidor com GPU de 20 núcleos com 256 GB e armazenamento com capacidade de 50 TB e três servidores com 4 processadores, 20 núcleos, 768 GB de memória e 800 GB de armazenamento SSD.

Oportunidades

“Nós já tivemos todo esse investimento na parte de infraestrutura digital, internet, agora temos que transformar isso em riqueza para o Estado do Ceará, principalmente reter e atrair os talentos que formamos. Porque perdemos, muitos vão se formar fora daqui ou acabam sendo atraídos por outras oportunidades em outros estados e até fora do Brasil”

Julio Cavalcante, secretário executivo de Comércio, Serviços e Inovação da Sedet

O secretário executivo afirma que o Estado tem trabalhado, de forma organizada, para uma melhoria na geração de oportunidades dentro do segmento para as pessoas que vivem no Ceará. De acordo com ele, o Estado tem apontado para oportunidades nessa linha. “Até mesmo para a indústria da informação e da comunicação, que são hoje uma oportunidade para que nós consigamos fornecer esse serviço não só para o Brasil, mas para o mundo inteiro”, enfatiza.

Julio está à frente também do programa Clursters Econômicos de Inovação, uma parceria entre Sedet e Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) para fomentar o desenvolvimento regional por meio da inovação. De acordo com a Sedet, o projeto fortalece a competitividade de cada região do Ceará através do estímulo à inovação em suas principais cadeias produtivas, gerando e distribuindo riqueza em todo estado, retendo e atraindo talentos.

>>> Indústria do conhecimento: capacitação e inovação na busca de novos negócios

“A ideia é exatamente usar a inovação para acelerar o desenvolvimento econômico do Estado, apoiando setores que têm mais potencial, como área de logística, área de contábeis, área da cadeia econômica da saúde, usando também a Inteligência Artificial nesses setores. O Ceará já é protagonista na questão da energia renovável, pioneiro na questão da energia eólica, temos ainda o Porto do Pecém. Então, podemos pensar, por exemplo, como é que a gente pode usar Inteligência Artificial para ajudar no monitoramento dos navios que chegam aqui nos portos?”, pontua Julio.

Acompanhando o andamento do desempenho inovador do Estado, o Iracema Digital também tem marcado presença com a promoção do evento Escola de Verão. Realizado em parceria com o Governo do Ceará através da Secitece, Sedet, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio) e Hub Cumbuco, a 2ª edição do encontro ocorreu nos últimos dias 29 e 30 de janeiro, voltado para a troca de conhecimento e experiências em Inteligência Artificial para aproximar governo, academia e mercado. A Escola de Verão reuniu pesquisadores e empresas que buscam clientes e investidores com soluções já disponíveis.

“A sociedade não melhora apenas com discursos, melhora com ações. E é isso o que nós estamos fazendo realizando esses eventos”

Mauro Oliveira, CEO do Iracema Digital
A tradução dos conteúdos é realizada automaticamente pelo Gtranslate.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Top 5: Mais lidas

Cadastre-se em nossa newsletter